© 2020 Associação Naval do Guadiana

Restaurante do Porto de Recreio

Restaurante da Associação Naval

  • TripAdvisor - Black Circle

Desenvolvimento Web:

Livro Reclamações Electrónico 

i006573.png

ESTAÇÃO NÁUTICA DO BAIXO GUADIANA

ESTAÇÃO NÁUTICA DO BAIXO GUADIANA

Os objetivos programáticos do Cluster do Mar Português – Cluster de Competitividade, desenvolvidas pela Fórum Oceano – Associação para o desenvolvimento da Economia do Mar, da que faz parte a Associação Naval do Guadiana está a ser implementado o projeto “Portugal Náutico” que é participado por organizações da Administração Pública e por parceiros privados;

A Fórum Oceano após reconhecer a valia dos recursos e o potencial que Portugal apresenta na área do turismo náutico, lançou um projeto tendo em vista o desenvolvimento, promoção e certificação de Estações Náuticas em Portugal.

Assim e considerando:

- As apostas estratégicas de Vila Real de Santo António, em termos de um melhor aproveitamento dos seus recursos patrimoniais e naturais, bem como de equipamentos e infraestruturas, ao serviço da sua população residente, como também de suporte ao marketing turístico;

- Como tal, as iniciativas que se têm vindo a desencadear para uma maior visibilidade e reconhecimento do concelho, enquanto território ativo e com inúmeras potencialidades para o lazer, o desporto e o turismo, quer de natureza como em espaços marinhos e ribeirinhos;

- O potencial de afirmação de Vila Real de Santo António enquanto destino náutico, através do reforço das iniciativas de cooperação e colaboração já hoje existentes na cidade, tal como se têm vindo a desenvolver, através do seu reconhecimento e certificação;

- Que o próprio conceito de Estação Náutica (EN), enquanto rede de oferta turística náutica de qualidade, organizada a partir da valorização integrada dos recursos náuticos presentes num território, que inclui a oferta de alojamento, restauração, atividades náuticas e outras atividades e serviços relevantes para a atração de turistas e outros utilizadores, acrescentando valor e criando experiências diversificadas e integradas;

- Que, desta forma, a EN apresenta-se como uma plataforma de cooperação entre atores identificados com um território e que asseguram a oferta de um produto turístico, bem como de dinamização local do interesse e motivações para um melhor aproveitamento, quer por parte da comunidade residente, como de visitantes e turistas, dos seus recursos naturais e marítimos;

E de que, por via de um processo de auscultação e concertação local, visando a sistematização de uma abordagem nos concelhos de Vila Real de Santo António, Castro Marim, Alcoutim foi possível elaborar a sua proposta para certificação enquanto membro da rede das Estações Náuticas de Portugal, mediante uma estratégia de implementação desse processo, assente em 3 grandes pilares estratégicos:

1. A aposta na criação de uma forte notoriedade e reconhecimento deste vasto território, enquanto Destino Náutico, junto da população residente, visitantes e turistas.

2. Estabelecimento de um conjunto mínimo de iniciativas que, salvaguardando os princípios do desenvolvimento sustentável (ambiente, emprego, coesão social e governança local), contribuam para o desenvolvimento e consolidação de um trabalho em parceria, a nível local e regional, nos vários domínios das atividades náuticas e de natureza.

3. Mobilização de todos os parceiros, para um seu envolvimento ativo na implementação das iniciativas definidas nesse Plano de Ação.

Assim foi formalizada a candidatura à criação da Estação Náutica do Baixo Guadiana sob coordenação da ANG e que tem já como parceiros:

 

Precisa de mais informações?

Estamos aqui para ajudá-lo. Entre em contato por telefone ou email.